I Caminhada Cultural Do Quilombo Dos Alpes, Porto Alegre, Quinta, 17. Maio 2018

Valor: R$ 27,00 ( incluido um almoço caseiro)

Como chegar:
Um grupo se reunirá em frente ao " Tudo Fácil" no centro de Porto Alegre , na parada do ônubus 251- alpes , as 8:00 horas , com previsão de saída as 8:30.

Todo o valor arrecadado será utilizado em prol da comunidade.
Evento organizado por um grupo de amigos, tentando realizar o sonho da nossa querida dona Janja... transformar o quilombo num ponto turístico , cultural e sustentável de Porto Alegre.

Uma Breve história:
Atualmente Cerca de setenta famílias que vivem nos altos do Morro dos Alpes (também conhecido como Morro da Glória). São descendentes de Edwirges Francisca Garcia, nascida entre os anos de 1890-1895, provavelmente tenha chegado ao Arraial da Glória nas primeiras três décadas do século **.
Atualmente habitam o local netos, bisnetos e tataranetos da matriarca.

Segundo relatos da comunidade, Dona Edwirges veio com seu segundo marido Antonio Ramos fugida provavelmente de uma fazenda na região de Belém, após este ter quebrado a guampa de um ***. Segundo relatos, temendo represálias Dona Edwirges e seu marido vieram caminhando de muito longe, e acabaram ocupando os espaços mais abaixo do Morro dos Alpes. Nesse período o arraial da Glória significava um “lugar seguro”, o acesso dava-se por poucas vias, é somente no ano de 1896 que inaugura-se um trecho da linha de bondes da Cia.

Em meio a este lugar ermo das trilhas do Morro dos Alpes, nascem seus três dos quatro filhos: Carlos Francisco, Arminda e Paulo. Com o avanço da ocupação do arraial, Dona Edwirges, que trabalhou como cozinheira nas casas do bairro, tentando proteger sua família vai subindo paulatinamente até os altos do morro. Os membros da comunidade filhos, netos e agregados dos outros dois casamentos de Dona Edwirges formaram a comunidade, e conviveram com suas memórias, seu conhecimento da natureza (uso das ervas e chás) até o ano de 1998, quando falece com 108 anos. Atualmente os descendentes de Dona Edwirges estão na sua maioria habitando os altos do Morro dos Alpes, alguns moram ao longo da própria Estrada dos Alpes, ampliando os espaços da comunidade, que sofre o constante assédio da especulação imobiliária, a falta de acesso à saúde e ao emprego, mas que resistem como guardiões da memória de seu mito fundador. Aguardam o processo de regularização da terra desencadeado a partir do seu auto reconhecimento e do relatório antropológico, social e histórico que está sendo finalizado pelo corpo técnico ligado a parceria UFRGS/INCRA.

I Caminhada Cultural Do Quilombo Dos Alpes

Encontrar mais eventos em torno de você
Obter recomendações de eventos com base em seu gosto Facebook. Obtê-lo agora!Mostre-me os eventos adequados para meAgora não